Retirada uma tonelada de entulho em terreno vazio no Itapoã

Retirada uma tonelada de entulho em terreno vazio no Itapoã

Ação combate a dengue e promove a conscientização de que evitar danos à natureza é preservar a própria saúde

Diminuir a poluição, os danos à natureza e acabar com a criação de focos de dengue e de animais que podem transmitir doenças a quem mora perto. Esses foram os objetivos da equipe do GDF Presente, ao retirar 1 tonelada de entulho de um terreno baldio na Quadra 326 do Condomínio Del Lago, no Itapoã.

Equipes em ação: entulho e lixo retirados representam menos riscos à saúde da comunidade | Fotos: GDF Presente

“Colocamos uma placa em que está escrito ‘é proibido jogar lixo ou entulho’ para tentar conscientizar a população”, explica o coordenador do Polo Leste do GDF Presente, Leandro Cardoso.

Trabalharam nessa operação dois funcionários da Administração Regional do Itapoã e quatro reeducandos da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funape), órgão vinculado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus).

Conscientização

Placa colocada no local ajuda a lembrar que descarte irregular só traz prejuízos à população

“Os moradores jogam muito entulho naquele lugar”, afirma o assessor técnico da administração da cidade, Cícero Nunes da Silva. “Conversamos com o proprietário do lote para ele ficar atento também, mesmo que ele não more lá, para nos ajudar a identificar ao máximo quem descarta de forma irregular, e aumentarmos o trabalho de conscientização. Os moradores têm reclamado demais lá na administração, pois o descarte ilegal pode causar prejuízos à saúde da comunidade.”

Morador do Condomínio Del Lago desde 2001, o técnico em refrigeração Fernando Oliveira, 41 anos, conta que a quantidade de descarte irregular é muito grande. “A população precisa se acostumar e seguir as regras, se conscientizar, seja por rádio, televisão ou redes sociais”, aponta. Ele relata que as demandas enviadas à administração local sempre são atendidas. No Del Lago I e II residem cerca de 50 mil pessoas.

Fernando aponta a importância de investir em ações de conscientização: “Uma coisa que percebo que dá certo é mostrar o que as doenças fazem com as pessoas; talvez uma campanha mais apelativa, com fotos impactantes, resulte em um retorno melhor, pois o lixo espalhado em locais irregulares atrai insetos, baratas, ratos e até mesmo cobras em alguns setores da região”.

Da Redacao

Da Redacao