Eleições 2022: TSE renova parceria com agências de checagem

Eleições 2022: TSE renova parceria com agências de checagem
ministro Luís Roberto Barroso - STF

AFP, Lupa, Aos Fatos, Boatos.org, Comprova, E-Farsas, Estadão Verifica, Fato ou Fake e UOL Confere participam do programa do TSE de enfrentamento à desinformação

Em cerimônia virtual realizada nesta terça-feira (22), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, deu mais um passo no combate à desinformação e em defesa da legitimidade das próximas eleições: a renovação do acordo entre a Corte Eleitoral e agências de checagem de informações. A parceria entre o Tribunal e profissionais da imprensa que atuam para desmentir boatos sobre o processo eleitoral ocorre desde 2020 e faz parte do Programa de Enfrentamento à Desinformação.

A chamada “Coalizão para Checagem – Eleições 2022” atuará com o objetivo de averiguar a veracidade de informações que circulam na internet, especialmente nas redes sociais, e que podem interferir de maneira negativa na escolha do eleitor na hora de votar.

De acordo com o ministro Barroso, desde o início da parceria com as agências de checagem até dezembro de 2020, foram publicadas 274 matérias, quantidade muito significativa de conteúdo, cujo levantamento só foi possível graças ao trabalho realizado pela parceria. “A melhor forma de combater desinformação é inundar o mercado com notícias verdadeiras, a checagem de notícias se tornou uma vertente importante do jornalismo profissional. Temos muita confiança e apreço por esse trabalho”, destacou.

Desafio

Ao enaltecer a parceria com as agências de checagem, o presidente do TSE afirmou que é importante reforçar os valores verdadeiros. “Devemos trabalhar para alertar as pessoas que uma causa que precisa de ódio, mentira e desinformação não pode ser uma causa boa”, ressaltou.

A secretária-geral da Corte, Aline Osório, salientou o papel de um ambiente informacional mais saudável. “É importante que a coalizão tenha se tornado permanente. Esta cerimônia de hoje marca essa nossa união e parceria, que é uma das maiores existentes entre organismos eleitorais no mundo. Esperamos que neste ano consigamos resultados ainda mais expressivos, sabemos que as eleições serão ainda mais desafiadoras”.

Agências parceiras

O evento foi transmitido ao vivo pelo canal do TSE no YouTube e contou com a participação de representantes dos seguintes veículos de comunicação: AFP, Agência Lupa, Aos Fatos, Boatos.org, Comprova, E-Farsas, Estadão Verifica, Fato ou Fake e UOL Confere.

Plano estratégico

O objetivo principal do Plano Estratégico a ser desenvolvido é combater os boatos com informações verdadeiras e de qualidade produzidas pela imprensa profissional. Por meio da parceria, as agências, o TSE e integrantes dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) estarão em contato permanente para identificar notícias falsas sobre as eleições deste ano e elaborar, da forma mais ágil possível, respostas reais e precisas.

Para ampliar ainda mais o alcance dessas informações oficiais que serão produzidas, o TSE já firmou outra parceria com as principais plataformas digitais. Nesse contexto, Facebook, Instagram, WhatsApp, Twitter, Google, YouTube, TikTok e Kwai se comprometeram a utilizar os recursos tecnológicos que dispõem para divulgar fatos verídicos sobre o processo eleitoral, dando prioridade à divulgação de dados oficiais.

Além disso, estão previstas ações para capacitar a sociedade como um todo a compreender o fenômeno da desinformação e o funcionamento do processo eleitoral. Haverá, ainda, ações tanto preventivas quanto repressivas para conter os efeitos nocivos da desinformação.

Conforme o documento, a atuação da Justiça Eleitoral em parceria com a imprensa visa garantir o direito de eleitoras e eleitores de participar de eleições livres e justas com igualdade de oportunidades entre os diferentes candidatos, partidos e correntes políticas na disputa, a partir de um processo eleitoral legítimo, com higidez e credibilidade pública.

Acesse a íntegra do Plano Estratégico do TSE para combate à desinformação nas Eleições 2022.

Confira os termos de cooperação firmados entre o TSE e os veículos Abraji (projeto Comprova)AFPAgência LupaAos FatosBoatos.orgE-FarsasEstadão VerificaGlobo (Fato ou Fake) e Universo Online (UOL Confere).

AL, JM/CM, LC, DM

Da Redacao

Da Redacao