Parlamentares repudiam ataques à deputada Professora Maria Antônia

Parlamentares repudiam ataques à deputada Professora Maria Antônia

Segundo ela, os ataques foram uma tentativa de ridicularizá-la: “Em um áudio me colocam como uma pessoa demente, como se não conhecesse o Gama, cidade onde resido e a qual acompanho há 45 anos”

A deputada Professora Maria Antônia (Solidariedade), que assumiu uma cadeira na Câmara Legislativa na condição de suplente, tem sido alvo de ataques nas redes sociais desde que apelou aos colegas, na semana passada, solicitando a destinação de emendas orçamentárias que beneficiem a cidade do Gama. Nesta quarta-feira (9), a distrital recebeu o apoio de vários parlamentares que, durante a sessão ordinária, repudiaram as agressões.

Chico Vigilante (PT), primeiro a solidarizar-se com a deputada, observou que, em um áudio, ela teve a voz distorcida. “A Professora Maria Antônia não merece ser atacada e, por isso, conta com a solidariedade da nossa bancada”, composta ainda por Arlete Sampaio (PT) e Fábio Felix (Psol). O deputado Guarda Janio (Pros) também se dirigiu à deputada.

Por sua vez, Júlia Lucy (Novo), que se colocou ao lado da parlamentar, aproveitou a oportunidade para criticar administradores regionais “que se consideram donos das cidades”. Ela relatou que vários deles “parecem ter como ideia exigir autorização para que um distrital possa frequentar a região, dificultam a destinação de emendas e não convidam parlamentares para a inauguração de obras, mesmo que estes sejam autores da indicação dos recursos que as viabilizam”.

“Me senti muito ofendida”

Ao agradecer aos colegas, a Professora Maria Antônia declarou ter se sentido “muito ofendida”. Segundo ela, os ataques foram uma tentativa de ridicularizá-la. “Em um áudio me colocam como uma pessoa demente, como se não conhecesse o Gama, cidade onde resido e a qual acompanho há 45 anos, diuturnamente”, afirmou. A distrital recordou ainda o período em que esteve à frente da Administração Regional daquela localidade e citou vários parlamentares aos quais recorreu, à época, para buscar melhorias. “Como meu tempo na Câmara Legislativa vai ser curto, reitero o pedido: encaminhem emendas a favor do Gama”.

Da Redacao

Da Redacao