Projeto “Brasília Tem Cultura Carnavalesca”

Projeto “Brasília Tem Cultura Carnavalesca”

Respeitando o momento epidemiológico da pandemia que estamos vivendo, o Carnaval, assim
como os demais eventos culturais, teve que se reinventar. Baseando nesta realidade, o Projeto
surgiu com o convite da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal para um
seminário de carnaval, onde foi discutido uma maneira de fomentar as agremiações das Escolas
de Samba de Brasília e ter um renascimento do Carnaval na Capital Federal. Dentro deste
seminário foi informado que teria um edital que falaria sobre “Escolas de Carnaval”, para
capacitar as Escolas de Samba no resgate de seus instrumentos, percussão, oficina de capacitação
de diretores, no fomento cultural das escolas e investimentos de editais, onde foi debatido
preposições de parcerias do setor privado. Com isso, a secretaria lançou baseado na Lei do
Carnaval, um outro edital que foi lançado – o de “ Atividades Permanentes” -, para que todas às
Escolas de Samba , juntamente com a Uniesbe – União das Escolas de Samba de Carnaval do
DF, e seu Presidente Dilson Marimba, pudessem participar e concorrer a este edital, onde fomos
contemplados.

Clique e confira


Assim, as atividades para o edital, “Projetos Permantes”, pode ser iniciado, com o período de seis
meses, onde o primeiro mês foi feito a pré-produção, outros quatro meses de atividade de
produção e outro de prestação de conta.


A ideia deste projeto é fomentar o resgate das escolas de samba do DF, para um possível carnaval
em 2023. O projeto “Brasília tem Cultura Carnavalesca” está levando entretenimento, mostrando
a importância do Carnaval e erguer as Escolas de Samba, sem desampará-las e nem deixar os
barracões fechados – onde tivemos diversas perdas de materiais e de componentes. o projeto
pode mostrar que em Brasília existem pessoas sérias que sabem fazer carnaval. Acreditamos que
a forma segura de propor o carnaval de forma segura é através das lives, respeitando o
decretodecreto nº 42.730 do Governo local e todos os protocolos de segurança, para que
possamos transmitir com muita segurança, o tão aguardado “carnaval”, preservando assim o
público que poderá se divertir na segurança de seus lares.
Detalhamento
O projeto terá, em sua totalidade mais de 150 apresentações artísticas, distribuídas em 56 lives,
onde acontecerão atividades e apresentações focadas na comunidade e no resgate da cultura
carnavalesca, distribuídas entre janeiro e maio.
Essa semana, as apresentações vão do dia 4 ao dia 6, sempre ao vivo. No dia 4 (sábado) a Escola
de Samba Acadêmicos da Asa Norte traz a apresentação da Bateria da Asa Norte, com presença
da coreógrafa Daniela Amorim, ala de passistas, casais de Mestre-Sala e Porta-Bandeira e
apresentação da Banda Coisa Nossa.
No dia 5/02, acontecerão duas lives, a primeira, que acontece a partir das 15h será realizada pela
Escola de Samba Unidos da Vila Planalto e Lago Sul e terá apresentações da Bateria Nota Show e
lançamento do Samba-Enredo com Mestres-salas e Porta-Bandeiras e os Diretores da
Agremiação. Mais tarde, por volta das 19h, a live será comandada pela Agremiação Unidos do
Varjão, nela vão acontecer apresentações do Grupo Os Criollos, da Bateria Alada, com os
intérpretes Luciano Calazans, Claudinho Karamba e Edailson Marinho (Fofuxo) e apresentação do
passista Danilo Santos e passistas da Escola. Na ocasião, haverá também apresentação da Rainha
de Bateria da UDV.
No domingo (6), a partir das 15h, a live será comandada pela Escola de Samba Capela Imperial de
Taguatinga, que irá comemorar o aniversário de 46 Capela Imperial, apresentação do Grupo Roda
de Samba dos Amigos, da Bateria do Capela Imperial, dos cantores Binho da Paz, e Breno Alves (7
na Roda). Ainda no domingo, a Escola de Samba Unidos da Vila Paranoá fecha as apresentações
do final de semana com Luciano Ibiapina, Jana do Samba e amigos. Ainda haverá a explicação do
enredo para comunidade.
Assessibilidade
• A programação completa está no site da Uniesbe: https://uniesbe.org.br (site que conta com
suporte para cegos)
• Todos os eventos terão intérprete de libras
Termo de Colaboração: 07/2021
Fomento: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal
Realização: União das Escolas de Samba e Blocos de Enredo de Brasília (Uniesbe-DF).
Serviço:
Brasília tem Cultura Carnavalesca: Atividades Carnavalescas Permanentes nas Escolas de Samba
de Brasília (Formato Live)
Data: 4, 5 e 6 de fevereiro (sexta, sábado e domingo)
Horário: 4 (19h), 5 (15h e 19h) e 6 (15h e 19h)
Local: Canal da Asmap DF E
Transmissão ao vivo: https://www.youtube.com/playlist?list=PL-zcLxD_RAp8CH24vupj_Ik4cqoRI0_J (ative o lembrete de cada live)

Da Redacao

Da Redacao