Bolsonaro em sua live na quinta-feira (16), falou sobre a “quarentena” eleitoral para juízes e policiais.

A emenda, que prevê que juízes, integrantes do Ministério Público, policiais federais, policiais rodoviários federais, policiais civis, guardas municipais militares e policiais militares tenham que ficar quatro anos aposentados para somente depois poderem concorrerem às eleições, foi inserida pela Câmara dos Deputado na última quinta-feira (16) e, caso aprovada, terá validade à partir das eleições de 2026.

O presidente Jair Bolsonaro classificou a proposta como absurda e espera que caso aprovada pela Câmara, seja rejeitada no Senado caso não ocorra ele vetará a emenda.

“Um absurdo, espero que o Senado não aprove isso dai. Se o cara sai da cadeia, pode ser candidato à Presidência da República, e você, militar da ativa, não pode ser candidato a vereador. Se passar no Senado, e acho que não passa, obviamente, a gente veta”. afirmou Bolsonaro.