A CPI dos maus tratos a animais, acaba de ser instalada pela Câmara Legislativa e vai ter como presidente o Deputado, Daniel Donizete, Vice – Presidente, Robério Negreiros, relator Roosevelt e membros Fábio Felix (PSOL) e Rodrigo Delmasso (Republicanos).

Na prática, as investigações avaliarão denúncias de canis clandestinos existentes no Distrito Federal, bem como vendas de animais ilegais, a situação de carroceiros que circulam de forma irregular (com burros e cavalos sem qualquer cuidado ou prevenção sanitária) nas Regiões Administrativas e no Plano Piloto e os casos de animais silvestres presos em residências, sem qualquer critério.

“Tentaremos apurar tudo o que recebemos em termos de denúncia até hoje”, afirmou o deputado Daniel Donizet, que tem forte atuação na defesa da causa animal no DF. De acordo com ele, dados da Polícia Civil mostram que atualmente o crime de maus-tratos a animais é o segundo mais registrado pelo disque-denúncia do Distrito Federal. A CPI se faz necessária porque, apesar disso, é muito pequeno o número de casos apurados.

Com a instalação, a CLDF adota um modelo observado em pelo menos oito estados brasileiros, onde os Legislativos já montaram comissões para apurar crimes semelhantes. O que mostra que a questão dos maus-tratos a animais tem sido observada em todo o país.