O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), líder da oposição no Senado, ingressou com uma notícia-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) para que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado por três supostos crimes.

Em publicação no Twitter, Rodrigues defende que Bolsonaro seja investigado por: atentado contra a ordem constitucional, o Estado Democrático de Direito e a separação dos Poderes; eventual financiamento dos atos de 7 de setembro; e utilização indevida da máquina público, do dinheiro público e helicópteros, em favor dos atos.

O senador também solicitou ao STF a abertura de inquérito contra Bolsonaro pela “grave ameaça ao livre funcionamento do Judiciário e pelo uso de recursos públicos” para financiar o que chamou de “carnaval golpista”. “Na forma da (ainda vigente) Lei de Segurança Nacional (arts. 18 e 23, I)”, declarou, em publicação no Twitter.