Por Josiel Ferreira

Uma passageira de um voo da American Airlines, nos Estados Unidos, foi amarrada com fita adesiva durante a viagem após tentar abrir a porta dianteira da aeronave, na terça-feira (6). De acordo com Elizabeth LaClair, ela ouviu a mulher dizendo ao homem sentado ao lado que não queria que o avião “voasse mais”.

@notkenna1717

#greenscreenvideo #crazy #crazygirl #insane #scary @lol.ariee

♬ original sound – notkenna17

“Ela parecia desligada e muito estranha”, disse LaClair ao The Washington Post. “Ela começou a ficar cada vez mais agitada e barulhenta, e o homem sentado ao lado dela, junto aos comissários de bordo, gentilmente tentaram consolá-la e acalmá-la, mas nada funcionou”, acrescentou.

Pouco tempo depois, a mulher correu até a porta de embarque e tentou abri-la, mas foi contida pela tripulação. Em seguida, a passageira ficou mais agressiva, chutando funcionários do voo e gritando palavrões. Por conta disso, os comissários usaram fita adesiva para prendê-la na poltrona e para tapar a boca dela.

Durante o voo, o piloto pediu aos passageiros que permanecessem em seus assentos e disse que havia “um problema no avião”, mas não deu mais detalhes. Em nota ao The Washington Post, a American Airlines confirmou o incidente e afirmou que a mulher “agrediu fisicamente e mordeu um comissário de bordo” durante um voo de Dallas para Charlotte. “A pessoa foi detida até que o voo pousasse na CLT [Charlotte] e fosse recebida pela polícia e pelo pessoal de emergência”, disse o comunicado. (IstoÉ)