Nos últimos dias tem aparecidos vários justiceiros e defensores da população do Distrito Federal, fazendo vídeos em hospitais, feiras permanentes, fiscalizando obras e destilando veneno nas redes sociais e grupos de WhatsApp.

Alguns personagens conhecidos da politica local vem tentando ganhar visibilidade, pois no próximo ano, devem concorrer a cargos eletivos. Mas a grande questão é porque ao invés de destilar tantas críticas em seus vídeos, eles que sabem tudo e se intitulam os representes da população menos favorecida “abandonada” pelo Poder Público. Não apresentam soluções para os problemas?   

Acompanhamos o cenário politico a mais de 20 anos, e a forma de agir de alguns postulantes a cargos eletivos no Distrito Federal é o mesmo, só mudam os personagens, ganhando ou perdendo as eleições desaparecem por aproximadamente três anos aguardando a próxima oportunidade para colocarem seus nomes nas urnas.

Fatos que julgamos interessantes e a turma da “vira casaca” quando apoiam um certo candidato ao Governo e não tem seus pleitos “interesses pessoais”, atendidos ficam pendurados no GDF ou CLDF e quando está chegando as eleições resolvem se rebelar e promover ataques pessoais aos ex-aliados.

Fica a dica não venda seu voto ou sua consciência em 2022, pois tem muitos fantasminhas camaradas, que rondam os poderes e quando não interessa mais ai começam atacar os “ocupantes dos locais onde eram lotados e recebiam remuneração” .

Como dizia o ex-governador Roriz “na politica vale tudo, menos perder” ou seja quem quer chegar em um dos poderes usa todas as ferramentas que possui para alcançar seu objetivo .