Nesta última sexta-feira, o Presidente Jair Bolsonaro, esteve na cidade de Marabá, no Pará, e um admirador do Presidente entregou a ele, uma camisa com uma foto estampada e com dizeres “Bolsonaro 22”.

Foi o bastante para o Vice-Procurador Eleitoral, Renato Brill de Góes, declarar que vai processar o Chefe da Nação, por fazer campanha eleitoral antes do tempo e que só poder ser feita a partir de 8 de agosto de 2022.

O mais engraçado é que o mesmo Vice-Procurador Geral Eleitoral, não se manifestou com relação as manifestações políticas de sábado, em todo o Brasil, em pelo menos 46 cidades, com apoiadores de Lula, PT,CUT,Psol, levando bandeiras,cartazes com agressividades ao Presidente Jair Bolsonaro .

Tinha até gente vestindo camisa com a estampa do assassino Che Guevara , que mandou fuzilar mais de 3 mil cubanos.

Interessante é  que o ex-candidato a Presidência da República e a Prefeitura de São Paulo,Guilherme Boulos, subiu em um palanque para fazer discursos, contar vantagens e atacar o Presidente Bolsonaro e o Vice-Procurador Eleitoral, aqui citado ,até agora não disse nada.

Se a Justiça Eleitoral do Brasil é para todos, que os manifestantes do último sábado sejam também denunciados e processados pelo Vice-Procurador, Eleitoral Renato Brill de Góes, a não ser que a Justiça seja feita apenas para um lado.