A convite do jornalista, Luiz Solano, redator da coluna “O REPORTE DO PLANALTO”, estaremos a partir de hoje recebendo o renomado escritor José Carlos Gentilli.

A equipe do Blog do Cafezinho, da as boas vindas ao nosso mais novo integrante que estará nos trazendo muitas historias boas e uma leitura bastante agradável enquanto aos amigos tomam cafezinho.

Saiba mais:

José Carlos Gentilli – Escritor, Membro da Academia de Letras de Brasília, da Academia Brasileira de Filologia e da Academia das Ciências de Lisboa

José Carlos Gentili, porto-alegrense, nascido a 30 de maio de 1940, pioneiro de Brasília, advogado, jornalista, empresário, historiador, romancista, conferencista e poeta.

Tem mais de trinta obras publicadas, entre as quais Tempos de Versos (1983); Galo do Apocalipse (1985); Vôo Sideral (1991); Izabel Maria – Duqueza de Goyaz (1995); Quintal do Universo (1996); Um Quarto de Hora (1998); Patrimônio da Capela (2000); Agonia da Solidão (2002); Vastidão do Nada (2005); A Igreja e os Escravos (2006); Fiat Lux – Villa do Acarape, Precursora da Liberdade (2008); Estelo do Mipibu (2009); Orígen de las Almas (2009); José Carlos Gentili – Um cidadão do mundo (2010); Academia de Letras de Brasília: trinta anos de fundação (1982/2012) (coautoria com Romildo Teixeira de Azevedo e Tarcízio Dinoá Medeiros – 2012); Lagoa dos Cavalos (2012); Orígen de las Almas (2ª. ed., 2013); Universo do Verso (2015); A Infernização do Hífen (2015). E, ainda: Cultura de Alpendre; Aldeia do Bispo; Bolsa de Pastor; Terras de Lava; Os Bicentenários da Inconfidência Mineira e da Revolução Francesa. Na área jurídica, publicou Os Bancos de Dados na Sociedade de Consumo e o Código de Defesa do Consumidor (2008).

Também deu a lume poesias, ensaios e ficção em obras coletivas – da Academia de Letras de Brasília: Quintal do Universo; Galo Apocalíptico e A gala do Galo, in Galos da Academia. Coletânea (2013); Literatura e Insularidade: Registros Literários em Mendoza e Brasília, in Pan-americanismo Literário. Encontro Brasília-Mendoza (2013); Brazil – Que Paiz é Este, in Coletânea 2013; Arte de Furtar, in Coletânea 2014; Educação de um Povo: Transcendência Intelectual, in Coletânea 2015; – de outra entidade: O Nascimento, in Bar do Escritor – Tomo IV (2013).

Fez curso de inglês na Georgetown University. É diplomado pela International Police Academy (Washington, USA) e pela Border Patrol (Texas, USA). Tem estudos em Economia e em Matemática Superior pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e Curso de Direito em Brasília e Anápolis, onde, aliás, exerceu magistério superior.

Ingressou nesta Academia em 10 de outubro de 1989. Foi seu Diretor-financeiro por dezessete anos e seu Presidente por oito anos.

Por seus relevantes serviços, em Assembleia Geral Ordinária, realizada a 30 de junho de 2016, foi-lhe dado o título honorífico de Presidente de Honra Perpétuo da Academia de Letras de Brasília.

Integra a Academia das Ciências de Lisboa, como correspondente brasileiro; é Membro Patrono da Associação Internacional dos Colóquios de Lusofonia, com sede em São Miguel, nos Açores; e faz parte do Conselho-Geral do Museu da Língua Portuguesa de Bragança.

Faz parte dos quadros, também, das seguintes outras entidades culturais – em Brasília: Casa do Poeta; Associação Nacional dos Escritores; Centro de Estudos Linguísticos da Língua Portuguesa; Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal; – em Natal: Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte.

Foi o criador e o primeiro presidente da Academia Maçônica de Letras do Distrito Federal; e, também, presidente do Clube dos Pioneiros de Brasília.

É verbete no Dicionário de Escritores de Brasília, de Napoleão Valadares (2012). 

E se autodefine como Apaixonado pela Capital da Esperança, pela Cultura e pela Educação!


Fonte da biografia: http://acleb.blogspot.com.br