LUIZ SOLANO
O Repórter do Planalto

O Estado do Tapajós,poderá ser criado e com o isso, o  Pará,vai ser dividido em uma segunda tentativa por parte do povo daquela região. A exemplo do Tocantins,quando a população do norte de Goiás,se uniu para que isso viesse acontecer,depois de um grande trabalho feito, do Deputado Federal e ex-Governador Siqueira Campos,o mesmo fato se realiza em Santarém.A movimentação é muito grande ,por parte da população , do mundo empresarial e político da “Pérola do Tapajós”,Santarém,que será a Capital do futuro Estado,além de eleger um  Governador,terá 5 Deputados Federais,1 Senador da República e 15 Deputados Estaduais. Hoje a região do Tapajós arrecada milhões de reais em impostos, entretanto, somente uma parte vai para Santarém para atendimento na saúde,educação,segurança pública e outros serviços.A adesão inclusive de pessoas que moram em Belém ,é muito grande e  a aprovação pela criação do Estado do Tapajós,vai acontecer bem diferente do que ocorreu há cerca de 5 anos atrás, quando foi feito um plebiscito pela criação do novo Estado na Região da Amazônia. Tudo é uma questão de tempo e do trabalho que está sendo feito,inclusive no Congresso Nacional, para que esse sonho da população mocoronga, seja realizado.