Por: Ruy Telles – Jornalista e escritor

 Por incrível que possa parecer, quem deveria defender a lei e a ordem, são os primeiros a defender o direito de bandidos, em detrimento da população ordeira. O STF, como vem fazendo usualmente, continua ao lado de bandidos; solta corruptos e traficantes, e prende jornalistas e congressistas, proibiu o policiamento de fazer incursões nas favelas do Rio, onde se homiziam as grandes quadrilhas de traficantes e demais facínoras, colocado em risco os moradores ordeiros e trabalhadores, que ficam subjugados às decisões, emanadas dos chefões das quadrilhas. Quando a força de segurança do Estado, resolve cumprir com suas obrigações, é recebida a bala, e em ato de auto defesa, responde da mesma forma, com muita mais eficácia, matando mais de duas dezenas de bandidos. Ação que deveria ser recebida com aplausos por todos, serviu para demonstrar quem são os culpados dessas mortes, e principalmente a do policial, sacrificado em defesa da sociedade; a começar pelos partidos de esquerda, pelos órgãos de “direitos humanos”, pela imprensa falaciosa, pela OAB (Ordem dos Advogados dos Bandidos) suas excelências do STF (Supremo Tribunal Fajuto). Que condena inocentes e libera bandidos.  O que se esperar de uma justiça, que o maior de todos os ladrões, e toda a sua quadrilha estão pelas ruas, com as bençãos desse tribunal, cujos membros deixarão para seus descendentes, a vergonha e o estigma de traidores da Pátria?