O senado aprovou a prorrogação, por um ano, da suspensão do pagamento de parcelas do Fies, prevista em lei sancionada no passado por causa da pandemia. De fato, não tem sentido os alunos pagarem o Fies neste momento de pandemia. Primeiro porque estão desempregados. Segundo, mesmo se tivessem, provavelmente estariam com dificuldade hoje de pagar as parcelas do financiamento. É uma ação que assegura e ameniza os enormes prejuízos que a educação já sofreu nesse último ano!

O prazo começa a ser contado em 1º de janeiro de 2021. O texto precisa ainda ser aprovado pela Câmara e depois seguir para sanção presidencial para ter validade. #Educação#Fies#Pandemia@frente.educacao