LUIZ SOLANO
O Repórter do Planalto

A casa de Apoio,que estão instalando na 705 Sul,área residencial,está causando revolta nos  moradores, que acham que o local não é apropriado,pois vão  repetir, o que aconteceu no passado,quando tentaram implantar pensões para viajantes  ,que vinham de outros Estados,mesmo Brasília,tendo uma vasta rede de hotéis,inclusive com a existência do  Setor Hoteleiro  Sul, para todos os gostos .O  conceituado advogado Dermeval da Luz,prefeito do Setor Comercial Sul e morador da Quadra 705 Sul,enviou a este repórter a seguinte mensagem para que chegue ao conhecimento do Governador Ibaneis Rocha, por quem temos muito respeito e admiração, que  não permita a instalação da Casa de Apoio na 705 Sul, pois existem na Capital da República  outros locais apropriados para esse trabalho de assistência social do GDF. Transcrevemos a mensagem do advogado Dermeval da Luz:

Estimado amigo LUIZ  SOLANO, boa noite! 

Date: ter., 20 de abr. de 2021 às 23:59    

 Na condição de morador no SHIGS 705 de Brasília e em nome de todos os meus vizinhos da 705 Sul, manifesto meu repúdio à chamada “Casa de Apoio” que foi instalada no SHIGS 705, Bloco “I” nº 29, por iniciativa do Instituto TOCAR, fazendo essa instalação com apoio do GDF. Essa casa está repleta de beliches e divisórias, com objetivo de abrigar até 60 (sessenta) homens. Dentre eles: moradores de rua, com distúrbios mentais, agressivos e outros viciados em álcool e drogas.

A quadra em referência é totalmente residencial, pergunto: como o GDF tem a coragem de autorizar o acolhimento dessas pessoas de índoles inconfessáveis, em área repleta de crianças e idosos, morando do lado direito, esquerdo, frente e fundo?       

Como fica o conhecido tombamento de Brasília, que tudo é setorizado e organizado conforme objetivo e natureza da atividade, seja pública ou privada?   

   Há informações que o objetivo dessa iniciativa é integrar essas pessoas à sociedade, se essa é a verdade fática, tem cabimento semelhante afronta a uma comunidade que vive em área totalmente residencial e no centro do Plano Piloto da Capital Federal?       

Seria interessante acolher esses homens tão carentes de assistência social, na casa oficial do governador, já que ela está desocupada, pois o titular do GDF preferiu morar em sua residência particular.       

Dermeval Pereira da Luz