LUIZ SOLANO O Repórter do Planalto

Com a morte  brutal do menino Henry, de apenas 4 anos e praticada pelo padrasto o Vereador e Doutor Jairinho e pela mãe Monique, é hora da sociedade brasileira, os Senhores Membros do Congresso Nacional  e do Supremo Tribunal Federal, começaram a pensar na mudança da Legislação Penal,hoje caduca, criando a pena de Prisão Perpétua,para esse tipo de crime.A morte do menino Henry, deixou o Brasil estarrecido,da maneira como aconteceu e por quem foi praticado.Esses dois marginais, vão ser condenados e logo em seguida serão colocados em liberdade, depois de cumprirem parte da pena, certamente por terem bom comportamento na cadeia.Vão  carregar nas mãos uma Bíblia ,para impressionar as autoridades da Justiça e os próprios Diretores da prisão onde ficaram presos.Com a prisão perpétua, serão esquecidos pela sociedade que ficará livre de assassinos como esse tal de Jairinho e Monique. É hora portanto,de ser criada a Prisão Perpétua. 

Mãe do menino Henry e padrasto Dr. Jairinho