BRASÍLIA, 12 de fevereiro de 2021 – O Banco de Brasília (BRB) alcançou lucro líquido recorrente de R$ 456 milhões em 2020. O número representa crescimento de 10,5% em relação a 2019. É o maior resultado da história do BRB. No quarto trimestre, o lucro recorrente do BRB foi de R$ 137 milhões, evolução de 19,8% quando comparado ao terceiro trimestre de 2020. O retorno anualizado sobre o patrimônio líquido médio foi de 24,5%, resultado acima da média de mercado.

Segundo o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa, “o ano de 2020 foi desafiador para o BRB. Todos os nossos esforços foram no sentido de proteger as pessoas, garantir o apoio necessário às famílias na superação dos efeitos da pandemia e adaptar nosso modelo de negócio à nova realidade”.

“Estivemos na linha de frente na execução de políticas públicas e concessão de crédito àqueles que mais precisavam. Para tanto, foi necessária uma verdadeira transformação na nossa forma de trabalhar, o que possibilitou os resultados obtidos. Estamos muito satisfeitos com o empenho e dedicação do nosso time, e confiantes que o pior passou”, afirma o presidente do BRB.

O crescimento no resultado foi gerado pelo maior volume de negócios expresso pela expansão da carteira de crédito, pelo aumento da margem financeira e por maior relacionamento com os clientes, que permitiu aumento das receitas com tarifas e prestação de serviços.

A carteira de crédito ampla chegou a R$ 16,2 bilhões, com crescimento de 47,4% em 12 meses e de 11,2% no trimestre. Entre os principais destaques está o crescimento do crédito imobiliário, com aumento de 151,4% em 12 meses e saldo de R$ 2,5 bilhões. Assim, o BRB assumiu a liderança em financiamento imobiliário no DF.

Outros destaques registrados foram o crédito para Pessoa Jurídica, com evolução de 119,8% no ano e saldo de R$ 1,4 bilhão e o crédito rural, com incremento de 45,4% e saldo de R$ 440 milhões.

O crédito consignado, principal carteira do BRB, atingiu R$ 8,2 bilhões de saldo e aumento de 34,8% em 12 meses.

Durante todo o ano de 2020, o BRB priorizou uma carteira de crédito de menor risco, e conseguiu, assim, manter estável sua taxa de inadimplência em 1,7%.

O lançamento do banco digital Nação BRB FLA, em parceria com o Flamengo, contribuiu para a maior digitalização do BRB e ganhos de eficiência operacional.

A parceria com o Flamengo e outras ações de transformação digital possibilitaram ainda a conquista de cerca de 150 mil novos clientes. Como reflexo, as receitas com prestação de serviços e tarifas, que alcançaram um total de R$ 537 milhões no ano passado, tiveram crescimento de 27,3% frente a 2019. No quarto trimestre de 2020, essas receitas chegaram a R$ 140 milhões e com evolução de 7,6%, quando comparada à receita do trimestre imediatamente anterior.

Merecem destaque ainda a evolução na comercialização de seguros e o aumento nas receitas vinculadas a transações com cartões de crédito, respectivamente com crescimento de 35% e 30% frente a 2019.

Covid-19

O BRB foi o primeiro Banco do País a adotar medidas para minimizar os impactos decorrentes da crise do novo coronavírus. A principal ação foi o lançamento do Supera-DF, programa que movimentou R$ 4,4 bilhões e atendeu 4,6 mil clientes PJ e 32 mil clientes PF. A movimentação financeira é referente a novas contratações e a prorrogação de créditos contratados anteriormente que estivessem adimplentes até 18 de março.

O BRB foi também o principal agente operador dos programas sociais do Governo do Distrito Federal, que atendeu 180 mil famílias.

Inadimplência

A inadimplência encerrou o quarto trimestre de 2020 em 1,7%, mantendo-se estável em relação ao ano anterior, permanecendo abaixo da média de mercado, de 2,1%. Os ratings de menor risco, de AA-C, aumentaram a sua participação na carteira para 95,6% em dezembro de 2020.

Captação

O saldo de captação atingiu no quarto trimestre R$ 20,3 bilhões, o que representa crescimento de 58,2% em relação ao mesmo período de 2019. Atenção especial para depósitos a prazo, principalmente CDB, que tiveram crescimento de 35,7% em 12 meses, atingindo saldo de R$ 11,9 bilhões.

Também merecem menção as captações com poupança, que atingiram saldo de R$ 2,5 bilhões, crescimento de 23,7% em 12 meses e de 6,6% em relação ao trimestre anterior.

Margem Financeira

Fruto do aumento do nível de negócios, a margem financeira do BRB atingiu R$ 2,4 bilhões no ano passado, crescimento de 15,2% na comparação com o ano anterior. Em razão do cenário econômico, as provisões com créditos de liquidação duvidosa alcançaram R$ 232 milhões em 2020, um aumento de 70,1% em 12 meses. Mesmo assim, o resultado bruto de intermediação financeira atingiu R$ 2,2 bilhões no ano, com crescimento de 11,3%.

Basileia

O BRB encerrou dezembro de 2020 com índice de Basileia de 14,6%, dos quais 13,1% no Capital Nível I e 1,4% no Capital Nível II, acima do nível regulatório de 9,25%.

BRB + Digital

O ano de 2020 foi marcado também pela parceria negocial e estratégica com o Flamengo, clube de maior torcida do mundo, para o lançamento do banco digital Nação BRB FLA. Ao fim de 2020, o Nação BRB FLA já possuía quase 100 mil contas, estando presente em mais da metade dos municípios brasileiros e em 25 países.

Ainda na área digital, o BRB investiu na atualização de seu Mobile Bank e Banknet, respectivamente aplicativo e internet banking, que ganharam novas versões e funcionalidades para garantir melhora na experiência do cliente e aumento da disponibilidade de produtos e serviços.

No ano passado, o BRB Mobile apresentou crescimento em suas transações de 84,1% na comparação com 2019.

Em dezembro de 2020, o BRB possuía um total de 794 mil clientes ativos, crescimento de 23,5% em 12 meses. Os clientes pessoa física (PF) representavam um total 763 mil, crescimento de 23,8% na comparação com o ano anterior. Já os clientes pessoa jurídica (PJ) atingiram a marca de 31 mil, aumento de 15,6%.

O BRB conta com 138 agências distribuídas em todas as regiões do Distrito Federal e entorno, além de presença nos estados de Minas Gerais, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí e Tocantins.

Ao número de agências, somam-se 141 correspondentes bancários (Conveniência BRB) e 585 ATM próprios, complementados por mais de 40 mil ATM da Rede 24 horas, garantindo ao BRB cobertura de atendimento em todo território nacional.

Essas e outras informações você também encontra em ri.brb.com.br.