https://picasion.com/

Governo do comunista Flávio Dino fecha contrato para construir 22 motéis para presidiários

 Tiago Vasconcelos

A segunda onda da pandemia do coronavírus está a todo vapor, mas o governador do Maranhão, comunista Flávio Dino, priorizou fechar um contrato esta semana com uma empresa de engenharia para construir 22 “módulos de encontros íntimos” em 11 presídios do estado.

A pressa é grande: o contrato obriga a execução da obra em dois meses, mas se atrasar, também são previstos aditivos ao custo global de R$ 1,3 milhão. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Enquanto isso, o Maranhão já registrou quase 210 mil casos da Covid-19 e quase 4,8 mil mortes decorrentes da doença.

O contrato entre o governo do Maranhão e empresa Etech Construção foi assinado no dia 28 de janeiro deste ano. É o terceiro contrato do ano.

A grana para construir o “motel” para presos saiu do Ministério da Justiça, a pedido do governo Flávio Dino.