Jorge Luiz Cruz da Silva, CONHECIDO COMO “SALVE JORGE” atuava como assessor especial da Vice-governadoria tendo sido exonerado hoje. O ex candidato a Distrital é suspeito de recrutar outros militares como ‘mulas’ para esquema de trafico internacional de drogas nos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) .

Não é a primeira vez que militar da aeronáutica Jorge Luiz Cruz da Silva, que já serviu ministros e presidentes em viagens ao exterior, é personagem de investigação em 2013, o conhecido “Garçom de luxo” foi investigado por ter um salário de R$ 4 mil, e ter amealhado patrimônio de quase R$ 800 mil.

Segundo informações da revista Isto é datada de 14 de junho de 2013, ele teria comprado cinco casas através de procurações em nome de pessoas condenadas e ter uma coleção de veículos novos, entre eles um Ford Fusion e uma Captiva. Adquiriu um time de futebol amador e tinha negociado por R$ 100 mil o comando de equipe da segunda divisão brasiliense.

A nova acusação contra o militar que foi exonerado hoje pelo Vice-Governador Paco Britto é referente a investigação da Policia Federal que que suspeita que o taifeiro e sargento jorge Luiz Cruz da Silva seja o responsável pelo recrutamento de militares como “mulas” para usar as aeronaves com fins ilícitos, a investigação que faz parte da Operação Quinta Coluna, foi deflagrada neste terça-feira (2).

A Policia Federal apura suposto esquema em que as  aeronaves oficiais eram usadas para traficar drogas. Além disso, há indícios de lavagem de dinheiro por parte da associação criminosa.