O Fundo de Assistência à Saúde dos Deputados Distritais e Servidores da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF Saúde/Fascal) assinará termo de credenciamento com o Hospital Sírio-Libanês na próxima quarta-feira (3), na sede da unidade na Asa Sul. Para o vice-presidente da CLDF, deputado Rodrigo Delmasso (Republicanos), responsável pela gestão do Fascal, a assinatura será “um ato simbólico porque representa o retorno da credibilidade do nosso plano no mercado”. Centro de referência internacional em saúde, o Sírio-Libanês é um dos hospitais mais bem conceituados no País.
De acordo com Delmasso, o credenciamento faz parte da estratégia de ampliar o número de instituições conveniadas diretamente com o CLDF Saúde/Fascal, a fim de reduzir os custos ao mesmo tempo em que oferecerá mais opções aos usuários, principalmente em outras unidades da Federação. Por isso, o plano vai iniciar consulta aos associados para avaliar quais estados devem ser prioritários. “Vamos realizar essa pesquisa para credenciarmos grandes hospitais nas capitais brasileiras”, anunciou a gerente-coordenadora do CLDF Saúde/Fascal, Vanessa Malafaia.
Atualmente, o atendimento em outros estados é feito por meio do Unimed Central Nacional, com taxa operacional de 15% paga pelos beneficiários. De acordo com Vanessa Malafaia, não haverá essa cobrança extra, além da coparticipação, para atendimentos realizados pelos credenciados diretos. “Se um associado estiver em viagem, poderá ter sua saúde assistida em nossa rede direta, como também se tiver dependentes que moram em outra cidade”, explicou.

Mario Espinheira
Foto: Reprodução internet
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa