O cantor Nego do Borel após ter seu nome entre os mais falados nas redes sociais por ter vazado um áudio em que comprova que traiu sua ex-noiva, a atriz Duda Reis, teve sua carreira abalada.

Segundo informações do colunista Leo Dias, do site Metrópoles, a TV Globo decidiu cortar Borel da lista de participantes do BBB21, que estreia no próximo dia 25 de janeiro.

Dias ainda disse que a emissora global não quer se envolver em problemas com a Justiça, já que Duda está acusando o ex de violência psicológica e ameaças físicas.

Entenda o caso

As denúncias de Duda Reis, sobre agressões e ameaças sofridas e que Nego do Borel possuía armas, foram formalizadas na policia civil, que esta investigando o caso.

Segundo informações do jornal Extra, policiais da 42ª DP apareceram na casa do cantor localizada no Recreio dos Bandeirantes, Zona Oeste do Rio, após uma denúncia realizada por Duda Reis.

Ainda segundo a publicação, o delegado Alan Luxardo, responsável pela ação, disse que a apreensão não configura crime já que é arma é um simulacro.

No depoimento que prestou na tarde desta quinta, a modelo disse que viu um fuzil nas dependências da casa do funkeiro.

“Que ao término da relação, em dezembro de 2020, a vítima descobriu constantes traições por parte do autor e passou a temer pela sua vida e de seus familiares, após diversos abusos. Que descobriu na residência do autor, uma arma fuzil e um cofre com 2 milhões de reais em espécie“, consta do relato no boletim de ocorrência obtido pelo jornal carioca Extra.

Ainda nesta quinta, o próprio Nego do Borel se pronunciou contra as acusações.

“O relacionamento acabou com contribuições minhas e delas. A gente tinha combinado de não expor nada”, começou ele. “Sim, eu traí e essa foi a minha contribuição para o fim do nosso relacionamento (…). Eu nunca agredi ela, nunca pratiquei nenhum tipo de violência contra ela”.