https://picasion.com/
Renata Schuster Poli

No Brasil já acompanhamos casos diversos de descaso com a população, vida humana, animal, corrupção dentre outras mazelas que nossa sociedade sofre diariamente. Mas o caso de Manaus nos chama atenção pela tamanha perversidade de um governo.

É inacreditável como as eleições podem mudar o clima de um país no período eleitoral a pandemia parece que desapareceu das ruas, das rodas de conversa em fim de tudo que acontecia em nossas cidades, após a eleição o coronavirus ou COVID-19 ressurgiu com milhares de casos alguns sendo fatais principalmente idosos e pessoas com comorbidades.

O Amazonas não poderia ser diferente após o período eleitoral o sistema de saúde entrou em colapso é inaceitavelmente mais uma vez o poder econômico, unido com a má gestão dos recursos públicos vem trazer a tona a calamidade com que se encontra nossa população. Como admitir que vidas sejam ceifadas de forma tão perversa por asfixia por não poderem receber oxigênio em Manaus.

Em um estado que tem bilhões de reais gastos anualmente ao invés de dar prioridade para a manutenção da vida humana até para que os mais graves possam ter a morte amenizada com a utilização de oxigênio. Coleciona denuncias de superfaturamentos, gastos com coisas supérflua que não ajudam em nada para salvar vidas.

Que país é este onde a corrupção esta acima da vida dos brasileiros, onde a ganancia, o toma lá da cá fica em primeiro lugar e que os eleitores só tem valor quando no período eleitoral ?

Deixo aqui a reflexão para que nas próximas eleições estes políticos que se esquivam das responsabilidades deixem de ocupar cadeiras seja no Poder Legislativo ou Executivo e que nossa nação aos pouco se conscientize que paga impostos para receber em benefícios não para encher o bolso dos que hoje figuram em diversas operações policiais e respondem processos nas barras dos tribunais em todo território nacional