A Câmara Legislativa do Distrito Federal, passou neste final de semana por um processo de sanitização, o procedimento é feito mensalmente em todo prédio do Poder Legislativo como forma preventiva da COVID-19.

Na sessão plenária ocorrida dia (15), o Deputado Hermeto mesmo estando com os sintomas da doença participou de forma integral das atividades como eleição da Mesa Diretora e das Comissões, tendo por varias vezes retirado a máscara, tossido e espirado sem a proteção. Mas não só Hermeto, outros parlamentares também retiram a máscara para fazer discurso descumprindo as recomendações básicas de contenção a doença.

Devido aos fatos ocorridos na ultima sessão plenária da Câmara Legislativa, todas as dependências do prédio, gabinetes, plenário e galeria foram sanitizados dentre outras medidas que a Mesa Diretora vem tomando desde a apresentação do teste positivo para coronavirus pelo Deputado Hermeto. Os servidores e parlamentares nas próximas sessões presenciais serão obrigados a apresentar ou fazer o teste para doença antes de adentrarem ao plenário.

Vale ressaltar que cada sessão presencial demanda a mobilização de mais de cem servidores, dentre eles assessores legislativos, taquígrafos, seguranças, equipe de limpeza dentre outros, diante deste quadro todo cuidado é pouco pois a falta do cumprimento das recomendações básicas pode provocar surto da doença e transtornos imensuráveis não só na sede do Poder Legislativo mas por onde os contaminados passarem.

O QUE É SANITIZAÇÃO

O processo de sanitização atua no controle de ameaças invisíveis, reduzindo a carga microbiológica do ambiente, ou seja, é a capacidade de eliminar microrganismos críticos para a saúde pública, como por exemplo: vírus, bactérias, agentes causadores de infecção, alergias e outros patógenos que causam bronquite, asma, rinite e etc, a níveis seguros de acordo com os parâmetros vigentes (ANVISA).

A Sanitização de Ambientes, com o uso de produtos registrados e aprovados pela ANVISA (Nota Técnica n.º 26/2020), em especial o Quaternário de Amônio de 5ª Geração e o Peróxido de Hidrogênio, acompanhado de um criterioso procedimento técnico na execução do serviço, possuem eficácia comprovada para inativação/destruição de partículas virais e bacterianas.