Manifestação começou na avenida Paulista. Terminou em protesto em uma unidade da rede de supermercados na rua Pamplona. Manifestantes atearam fogo em parte da loja.

Um grupo de manifestantes invadiu, depredou e ateou fogo em uma unidade da rede de supermercados Carrefour na rua Pamplona, zona sul da cidade de São Paulo.Estima-se que um grupo de até 30 pessoas conseguiu entrar na loja. Eles protestavam contra a morte de João Alberto Silveira Freitas por espancamento em uma unidade do Carrefour em Porto Alegre.

Segundo os protestantes, Freitas, que é negro, foi vítima de racismo.Dentro do estabelecimento, os participantes do ato quebraram vidraças, danificaram escadas rolantes e derrubaram vários produtos das prateleiras, mas eles asseguram que nenhum item foi saqueado.Confira vídeo no Carrefour da rua Pamplona, em endereço nobre de São Paulo: