Dados da Secretaria de Saúde mostram que, ao todo, a capital federal contabiliza 219.712 casos da doença, além de 3.813 mortes em razão do vírus

Por Correio Braziliense

O Distrito Federal registrou, neste sábado (14/11), 700 novos casos de covid-19 e cinco mortes em consequência da doença. As informações são do boletim da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Distrito Federal e correspondem ao total confirmado nas últimas 24 horas.

Com os novos registros, a capital federal contabiliza 219.712 casos do novo coronavírus, sendo que 96,2% deles são de pacientes recuperados. No total, 3.813 pessoas morreram pelo vírus.

A maior incidência da doença no DF segue em Ceilândia, com 26.771 contaminados. Em seguida, estão Taguatinga (18.176), Plano Piloto (17.993) e Samambaia (13.770). Além de ser a região administrativa com o maior número de infectados pelo novo vírus, Ceilândia é a cidade com o maior número de mortes: 690.

As cinco mortes confirmadas neste sábado (14/11) foram de pessoas que residiam no DF. Duas delas ocorreram em novembro; as outras foram em setembro, agosto e julho. A maioria das vítimas era do sexo feminino e apresentava comorbidades, como obesidade e doenças cardiovasculares.

Entre os registros de pacientes com covid-19 com profissão informada, a maioria é de profissionais da saúde, totalizando 11.728 casos entre trabalhadores da área. Eles representam mais de 60% das notificações. A taxa de letalidade da covid-19 permanece em 1,8%, e a de mortalidade é de 114,6 a cada 100 mil habitantes.