Por : Maurício Nogueira

Os integrantes da Mesa Diretora da Câmara, reunidos na casa de Rodrigo Maia, acabam de decidir enviar para o Conselho de Ética o caso da deputada Flordelis (PSD), acusada de ter mandado matar o próprio marido.

Quando das conclusões das investigações policiais no Rio de Janeiro, Flordelis só não foi presa por ser parlamentar.

Agora, o Conselho de Ética decidirá ou não pela cassação da deputada, antes de o caso ser tratado em definitivo no plenário da Câmara.