Acusado de homicídio triplamente qualificado foi preso no norte do Paraná. Ele era procurado pela polícia desde junho de 2019.

O empresário Paulo Cupertino Matias, acusado de matar a tiros o ator Rafael Miguel e os pais dele em junho de 2019 em São Paulo, foi preso no norte do Paraná, nesta quarta-feira (28). A informação foi confirmada pelo delegado geral da Polícia Civil de São Paulo. O nome da cidade onde ele estava escondido ainda não foi revelado. Cupertino estava foragido havia um ano e quatro meses.

Na segunda-feira (26), a Polícia Civil descobriu que o empresário fez uma identidade com uma certidão de nascimento falsa em – Jataizinho, no norte do Paraná.

Ele estava usando nome falso de “Manoel Machado da Silva” como um disfarce para se esconder. O assassino não aceitava o namoro de sua filha com o rapaz.

O crime

O crime aconteceu em junho de 2019, na Zona Sul de São Paulo. Paulo Cupertino é acusado de atirar 13 vezes em Rafael Miguel e em seus pais, o casal João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50. Ele não aceitava o relacionamento da filha com Rafael Miguel.

Em 19 de junho de 2020, a Justiça converteu o mandado de prisão temporária dele em preventiva. Desde julho deste ano, Paulo Cupertino estava na lista dos criminosos mais procurados pela polícia de SP.