Por : Donny Silva

Indicada a uma das vagas da Diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, Meiruze Freiras já teve seus embates com o parlamento.

A candidata ironizou e se recusou a olhar para o deputado federal Celso Russomano quando ele falava sobre pesquisas para o tratamento de câncer, durante audiência pública realizada na Câmara dos Deputados.

Russomano, conhecido como um dos maiores defensores dos consumidores no Brasil e cujo pai, aos 86 anos, lutava contra um câncer, questionava a falta de eficiência e proatividade da Anvisa no apoio e orientação dos pesquisadores que desenvolvem novas terapias no combate de doenças no país, em especial as universidades públicas.

Aliado do presidente da República, Russomano está em primeiro lugar na disputa para a Prefeitura de São Paulo, o mais importante reduto eleitoral do país.

Durante a fala do deputado na audiência, que discutia o tratamento do câncer no Brasil, Meiruze Freitas provocou a revolta de Russomano, que afirmou que a representante da Anvisa não estava prestando atenção ao que ele dizia.
Russomano dizia que a ação da Anvisa poderia impactar o acesso da população do país a tratamentos, quando a Agência não atende de forma efetiva aos pesquisadores brasileiros que têm promovido novas técnicas  e inovações  para o tratamento do câncer.

A candidata, que à época estava à frente da superintendência de medicamentos, é dita pelo setor como burocrata, ao defender regras inaplicáveis, ao invés de simplificar os processos regulatórios e permitir o desenvolvimento da indústria nacional. Confira o vídeo:

E agora, presidente Jair Bolsonaro? Vai continuar apoiando uma pessoa na ANVISA que não apoiou seu aliado numa questão de saúde pública  tão importante? É revoltante esse caso.