https://picasion.com/
Claudio Oliveira.
Com amor

De tanto sonhar, aprendi a ter esperança,
Ir aonde ninguém alcança,
Pés descalços em uma linda dança;
De tanto sonhar, me tornei desejo,
Enfrentei meus medos,
Sussurrei segredos,
Desfilei meu enrredo;
De tanto sonhar, dialoguei com minha solidão,
Da letra, me tornei o refrão,
Acalmei meu coração,
De tudo se tira alguma lição,
Não existe pecado que não tenha perdão,
Fui da loucura à redenção,
Poesia, voz e violão,
Fui força, fui oração;
De tanto sonhar, compreendi que a gente pode ganhar ou perder,
Do ser ou não ser, o mais belo entardecer,
Basta querer, basta crer,
A gente pode e deve crescer,
Não vale a pena o tal do sofrer;
De tanto sonhar, da semente, me tornei flor,
Fui sol da manhã, fui calor,
Esvaziei da alma o rancor,
Com coragem, enfrentei minha dor,
Preenchi meu espírito com luz e amor;
De tanto sonhar, abracei minha paz,
Ancioso por algo mais,
Me permiti não olhar para trás;
De tanto sonhar, viajei com o vento,
Sorrindo, perdi a noção do tempo,
Deixei de ser pranto, para me tornar acalento,
Embora que breve, se tornou o mais belo momento;
De tanto sonhar, criei asas, conversei com o brilho da lua,
Voltei para casa, sai do meio da rua,
Das mentiras, me tornei uma verdade, nua e crua;
De tanto sonhar, abandonei minha saudade,
Abri os olhos para a realidade,
Enxerguei um mundo que não vive só de maldades,
Consegui fugir da tempestade;
De tanto sonhar, entendi que nem tudo é tão louco assim,
Que toda tristeza um dia tem fim,
Que ainda existe perfume no jasmim,
Passei a confiar naquilo que existe de melhor em mim,
Enfim…
De tanto sonhar, parei de dar murro em ponta de faca e remar contra a maré,
Deixei de andar de marcha ré,
Finalmente compreendi, o importante é ter FÉ!!!