O delegado é chefe da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro), e sofreu racismo no McDonald’s da QI 23 do Lago Sul

O delegado Ricardo Viana, chefe da 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro), foi vítima de injúria racial na noite desta sexta-feira (7/8), no McDonald’s da QI 23 do Lago Sul. O suspeito é um morador do Lago Sul, que foi preso em flagrante. 

Conforme apuração do Correio, o acusado estava no estabelecimento de fast-food, quando proferiu ofensas contra o delegado. O suspeito chamou o investigador de “macaco”, além de outros termos racistas. Ricardo estava acompanhado da filha, de 15 anos

O delegado Ricardo Viana abriu um boletim de ocorrência contra o suspeito, na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul). O morador do Lago Sul foi encaminhado à delegacia. No veículo do acusado foi encontrada uma porção de maconha. 

Por meio de nota oficial, o McDonald’s informou que “repudia toda e qualquer forma de discriminação e está à disposição das autoridades para colaborar nas investigações.”

Compartilhar: