Por: Renata Poli

A muito se vê desde a posse do presidente Jair Bolsonaro, a interferência ou pelo menos tentativa de interferência do judiciário e legislativo, no poder executivo nacional, porém muitos não se atentaram que realmente Bolsonaro, não dirige o país mas os verdadeiros presidentes do Brasil, é a população que o elegeu.

Quando das manifestações que vem se tornando um cotidiano em Brasília DF, nos finais de semana, onde o presidente vai até a população para ouvir seu clamor e destes momentos vem trazendo as modificações e como um ferreiro, tenta moldando um país que se encontrava com políticas retrogradas, que não tendiam de fato os anseios de seu povo.

O conhecido “toma lá dá cá” que virou uma pratica normal pela classe política, foi colocada a público para que a população soubesse de fato o que seus representantes estavam e estão fazendo com o voto popular.

O gigante que está na letra de nosso Hino Nacional, acordou com força e vontade de mudar colocando nossa nação em um novo patamar, onde haja justiça social, justiça para que os criminosos realmente respondam e paguem por seus erros. Diferente do que vemos o judiciário fazer muita vez de forma erronia soltando bandidos de alta periculosidade, colocando a vida de trabalhadores e inocentes em risco, solturas estas que são baseadas em leis frágeis aprovadas pelo poder legislativo que deveria transcrever a vontade de todos os brasileiros que sofrem diariamente e pagam para ter seus algozes na cadeia.

A cada dia notamos que de forma lenta mas progressiva nosso Brasil, tem mudado, mudado com uma geração que aprendeu que não adianta arruaça, depredação, agressões mas que através do voto popular e de novas ideias podem construir um novo país onde tenha soberania e que seu povo tenha o devido valor.