Desde o início da pandemia, Doria e Bolsonaro tem trocado farpas, sobretudo quanto a adoção (ou não) de medidas de isolamento social

João Gabriel
São Paulo, SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pediu nesta quarta-feira (20) que a reunião entre os governadores e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aconteça em clima de paz e de preservação da vida.

O encontro, virtual, está marcado para esta quinta-feira (21), às 10h da manhã. Já nesta quarta, Doria disse que houve uma conversa com 25 governadores do Brasil, após o país registrar o recorde de mil mortes em 24 horas.

“Vamos precisar ver pessoas mortas nas ruas e calçadas para entendermos que a orientação da medicina para o isolamento é única alternativa que existe para preservar vidas? Pense nisso, você que é contra o isolamento social, reflita você que não acredita no isolamento social”, disse o governador de São Paulo.

Desde o início da pandemia, Doria e Bolsonaro tem trocado farpas, sobretudo quanto a adoção (ou não) de medidas de isolamento social.

“Nunca imaginei na minha existência ter que conviver e anunciar mil mortes num dia. Não é possível que alguém com o mínimo de compaixão não se sensibiliza diante deste fato, não reflita diante desta situação”, completou o governador.

As informações são da Folhapress

Compartilhar: