Suspeito estaria realizando transferências para três contas jurídicas diferentes

A Polícia Civil do Paraná deflagrou, nesta terça-feira (19), uma operação para apurar uma fraude bancária. Segundo investigações, um gerente do Banco do Brasil é suspeito de envolvimento em uma fraude de R$ 60 milhões.

As investigações começaram em outubro do ano passado e foram iniciadas após uma agência do BB ter denunciado o fato para a Polícia Civil do Paraná. As investigações seguiram, e foi levantada a suspeita de que o gerente-geral da agência estaria alterando senhas dos gerentes subordinados para efetuar transferências para a conta de um microempreendedor.

Para realizar transferências de altos valores, é necessário a concessão de três usuários. Portanto, o gerente-geral se passava pelos seus subordinados para realizar a fraude. O valor era transferido para três contas jurídicas diferentes. A fraude representou um prejuízo de mais de R$ 60 mi. 

O gerente que está sendo investigado teria também utilizado o login de uma outra gerente que atua em São Paulo para não ser identificado. Com essa senha, o acusado teria utilizado o sistema para realizar a transferência.

Os funcionários que tiveram a senha alterada não participaram da fraude, de acordo com as investigações.

A operação desta terça (19) busca provas para tentar identificar mais participantes do esquema. 10 policiais civis foram às ruas de Maringá, Loanda e Porto Rico para cumprir mandados de busca e apreensão.

Até a última atualização desta matéria, o Banco do Brasil não havia se pronunciado sobre a operação.

Jornal de Brasilia

Compartilhar: