Witzel está sendo investigado por suspeita de envolvimento no caso da compra de respiradores, diz site

Witzel está sendo investigado por suspeita de envolvimento no caso da compra de respiradores, diz site

O site O Antagonista apurou que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, está sendo investigado por suspeita de envolvimento nos contratos emergenciais para a compra de respiradores.

Os indícios, segundo o portal, que surgiram no inquérito que levou à prisão o subsecretário de Saúde Gabriell Neves, foram remetidos ao STJ. A investigação é preliminar e corre em sigilo.

Ontem, o nome de Witzel apareceu lateralmente na investigação da Lava Jato que prendeu Mario Peixoto, principal fornecedor do governo do Rio, conforme  matéria da sua revista ‘Crusoé’, que afirma o seguinte: “Empresário da saúde pagou propina por ato assinado por Witzel, diz MPF”.

Interceptações telefônicas da Operação Favorito, deflagrada ontem, mostram, segundo o Ministério Público Federal, que o grupo do empresário Mário Peixoto pagou propina a um funcionário do governo estadual do Rio para reabilitar uma organização social a contratar novamente com o poder público.

Em outubro do ano passado, a Unir Saúde havia sido desqualificada como organização social pela Casa Civil e pela Secretaria de Saúde. Em 24 de março deste ano, foi publicado despacho de Wilson Witzel revogando a desclassificação da organização social.

No dia 20, Luiz Roberto Martins Soares — segundo o MPF, verdadeiro dono da Unir junto com Mário Peixoto –, disse a um interlocutor identificado como Elcy, que também seria ligado ao grupo, que pagou pela reabilitação da organização social.

Renata Schuster

Renata Schuster