https://picasion.com/

Sánchez também já defendeu a Engevix.O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, compareceu à sede da PF (Polícia Federal) em Curitiba para prestar depoimento no inquérito que apura as acusações de que o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir politicamente nas investigações da PF (Polícia Federal).O ex-ministro não chegou pela portaria principal, mas pelos fundos.Um dos advogados dele já atuou na defesa do ex-deputado Eduardo Cunha e do empresário Marcelo Odebrecht no âmbito da operação Lava Jato, segundo informações de Lauro Jardim, do jornal O Globo.Na época, Moro era responsável de julgar os processos quando titular da 13ª Vara Federal de Curitiba.De acordo com Jardim, o nome do advogado é Rodrigo Sánchez Rios, secretário-geral da seccional paranaense da OAB.Além dele, mais três advogados de um escritório criminalista fazem a defesa do ex-ministro. Fonte: Conexão Política