https://picasion.com/

As entradas ao vivo da equipe de reportagem da TV Globo não têm sido fáceis nos últimos dias. Após Renato Peters ter sido interrompido no ar por uma simpatizante do presidente Jair Bolsonaro na última sexta-feira (10), a jornalista Mariana Aldano também não teve vida fácil para passar suas informações no SPTV1 desta terça-feira (14).

Mariana estava na porta de uma agência da Caixa Econômica Federal em Francisco Morato, na Grande São Paulo, quando dois homens saíram da fila e começaram a gritar “Globo lixo”.

A imagem rapidamente foi cortada para o estúdio e o apresentador César Tralli demonstrou estar assustado com o situação que havia acabado de ocorrer.

De acordo com profissionais da Globo ouvidos pelo site ‘Notícias da TV’, não houve nenhuma mudança em relação à segurança de repórteres após a agressão a Renato Peters.

Durante a tarde, a repórter Mariana Aldano tranquilizou seguidores no Twitter dizendo que estava “tudo bem” após o ataque ao vivo.