https://picasion.com/

A deputada federal Flávia Arruda (PL-DF) divulgou nas suas redes sociais uma defesa da manutenção dos salários dos servidores, integralmente, durante a crise causada pelo coronavírus. De acordo com a parlamentar, será necessário um esforço de todos em um momento tão difícil, mas o corte de salário do funcionalismo não é a alternativa adequada.

“Sou totalmente contra o corte de salário dos servidores. Eles também estão sustentando a economia e sustentam as suas famílias, não podemos cortar salário de servidor neste momento”, declarou Flávia Arruda.

No vídeo a parlamentar afirma que protocolou projeto que reduz em 50% os valores das cotas de exercício da atividade parlamentar. O valor deverá ser destinado para o Ministério da Saúde, para auxiliar as ações de combate ao novo coronavírus.

“O parlamento, assim como toda a sociedade, mostra-se capaz de entender a necessidade urgente de se readequar a este novo cenário. Os repasses chegariam a R$10 milhões de reais”, defende Flávia Arruda.

O projeto institui que os valores sejam remanejados nos casos de suspensão ou redução das atividades do Congresso Nacional em razão de surtos, pandemias e epidemias. A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar é a antiga verba indenizatória, é uma cota única mensal destinada a custear os gastos dos deputados exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar. Entre os gastos podem estar passagens aéreas, manutenção de escritório parlamentar, aluguel de veículos e contratação de consultorias.