A recomendação foi do TCDF. Instituto de Assistência à Saúde do Servidor do DF e a Secretaria de Economia do DF já estão ajustando o novo texto

Foi revogada nesta terça-feira (31/3), no Diário Oficial do Distrito Federal (31), a licitação que tratava contratação das empresas que dariam suporte na estrutura e na operacionalidade do plano de saúde dos servidores do Distrito Federal, o GDF Saúde.

A decisão tomada pela equipe do Instituto de Assistência à Saúde do Servidor do DF (Inas-DF), veio em resposta à recomendação do Tribunal de Contas do DF (TCDF) e teve como base jurídica a legislação que rege as licitações.

A suspensão do pregão eletrônico número 73/2019 tornou-se a forma mais adequada para corrigir os procedimentos licitatórios e adequar aos propósitos da Administração Pública. “Estamos estudando dividir a contratação em duas etapas distintas. Uma para realizar os estudos necessários e viabilizar os ajustes orçamentários financeiros, e outra, para a contratação da empresa que auxiliará na implementação do plano de saúde”, informou a assessoria técnica do instituto.

A Diretoria Jurídica do Inas e a Secretaria de Economia  já estão trabalhando nos ajustes e tão logo sejam concluídos, o novo processo licitatório será realizado.

* Com informações do Inas/DF