Rafael Cavalcanti Prudente, é um jovem empresário de 36 anos, que nasceu e cresceu em Brasília. É casado com Pollyanna Vaz Prudente, com quem tem dois filhos, Rafael e Samuel.


Formado em administração de empresas, iniciou muito cedo sua vida profissional e política. Aos 15 anos, começou a trabalhar no almoxarifado da empresa de sua família; aos 29 anos foi eleito pela primeira vez a deputado distrital (2014), desde então não parou mais.


Em 2018, foi eleito a deputado distrital pela segunda vez. Hoje, é o distrital mais jovem a assumir a presidência da Câmara Legislativa do DF desde sua fundação, em 1991.

Também assumiu a presidência do MDB-DF desde junho deste ano, no qual seu principal objetivo é lutar pela revitalização do partido e pela a participação dos filiados. “Assumir a presidência do MDB foi uma honra e ao mesmo tempo um desafio. Vamos fazer uma grande campanha de filiação e eleger todas as zonais, renovar os diretórios nas cidades, entrar nas universidades e aumentar a transparência”, destacou. Além disso, realçou a importância da participação da sociedade nas estruturas partidárias como agente de renovação e mudanças.


Na Câmara Legislativa está entre os deputados mais atuantes, é autor de 40 Leis, mais de 210 projetos, entre projetos de Lei, de resolução, decreto legislativo, emenda à Lei orgânica e de Lei complementar.


“Mais produtividade, ritmo, transparência e ação, é assim que vamos responder a confiança dos eleitores”, disse Rafael

Foto divulgação

BC – Em sua gestão foi ampliado o “Projeto Câmara Mais Perto de Você”, este projeto vai ter continuidade em 2020,  quais cidades já tem data definida?

RP –  Fizemos três sessões no ano de 2019, sendo no Recanto das Emas, criação da Região Administrativa do Pôr do Sol e Sol Nascente e a terceira foi em Planaltina.

Este ano, nos queremos fazer uma sessão claro, que nós temos alguns fatores impeditivos agora com esta pandemia que estamos vivendo em todo mundo e não é
diferente aqui no Distrito Federal, mas nossa ideia seria fazer uma sessão por mês do “Câmara Mais Perto de Você” que seriam realizada em dois dias,
uma ouvindo a população e no segundo dia para que nós possamos dar as respostas de algumas demandas que nos foram sugeridas, o principal motivos de nós estarmos nas cidade é ouvir as pessoas e saímos com alguns encaminhamentos de  obras ou demandas importantes para serem atendidas pela Câmara Legislativa ou Poder Executivo.

BC- As demandas que são recebidas, tem tido solução pelo poder executivo?

RP – Sim posso citar aqui como por exemplo a Vargem da Benção , que a vinte anos no Recanto das Emas, aguardavam a iluminação e por conta da sessão da
Câmara Legislativa, essa e outras obras foram feitas porque  estevemos lá junto com a população cobrando a
resolução do problema. Estivemos  no Por do Sol e Sol Nascente,  onde nos saímos com a criação da Região Administrativa do Por do Sol e Sol Nascente em 30 dias estávamos inaugurando uma obra importante que era o asfaltamento que ligava ao Condomínio Giliard ao Sol Nascente, sendo mais de um quilometro de asfalto. Em Planaltina também diversas questões que tangiam a CEB, CAESB e a construção de uma nova UPA que foi sugeria e,  anunciamos o cartão creche que o governo deve começar a entregar a partir de maio agora.

BC – Faltam recursos para várias áreas básicas como saúde, educação, obras e segurança. O senhor prioriza as emendas parlamentares para algum setor
especifico?

RP – Nos priorizamos as nossas emendas para Secretaria de Educação, para que nós tenhamos um ambiente melhor para ensino dos alunos, também destinamos
recursos para a área de saúde pública, inclusive nos votamos um credito orçamentário de mais de R$ 12. 0000.000,00 (doze milhões de reais), sendo este um credito especifico ao combate ao coronavirus aqui no Distrito Federal, além de destinar recursos para segurança pública e transporte, a maior parte de nossas emendas são direcionadas aos investimentos que precisam ser feitos como obras estruturantes como construção de creches, escolas, novas UPAS e obras viárias também.

BC – Qual a maior dificuldade de dirigir o poder legislativo da capital do país?

RP – A maior dificuldade sem sobras de duvidas é a burocracia, onde na iniciativa privadas podemos tomar decisões e resolver um assunto que duraria quinze, trinta dias aqui na Câmara Legislativa devido a burocracia que o estado nos proporciona alguns prazos são dilatados, agora estamos fazendo nossa parte impondo ritmo de trabalho um pouco maior, claro nos temos que tomar conta das votações no plenário, mas algumas situações internas nós temos o dever de resolver, não só eu mas a mesa diretora uma questão é trazer uma casa mais sustentável como a implementação dos painéis solares para a gente ter parte da iluminação pública de forma sustentável através de energia solar, também implementamos o Sistema Interno de Gestão  – SEI, que não tramita mais papel na Câmara Legislativa, dando exemplo de mais economia e transparência e rapidez na tomadas de decisões, temos prevista a inauguração da TV
Legislativa para julho de 2020, a construção do restaurante, implementação do painel eletrônico de votações então temos a previsão dentro de alguns meses de inaugurar o novo site, temos alguns desafios mas nós estamos fazendo a nossa parte para modernizar aqui o ambiente da Câmara, trazendo sempre mais transparência e austeridade fiscal que o momento requer.

BC – Quais os preparativos e atividades que a Câmara Legislativa está programando para os 60 anos de Brasília?

RP – Na verdade existe uma serie de programações organizadas pela Secretaria de Turismo com apoio do Governo e sem dúvida alguma da Câmara Legislativa,
acontece que agora por conta da pandemia que nós vivemos no Distrito Federal, nós não sabemos  em que estágio que esta doença vai  no dia do aniversário  de Brasília, podendo as festividades acontecerem, é um estudo que nós devemos fazer junto com o governo para saber de que forma que a população vai comemorar os 60 anos.